Cirurgia Robótica

Robótica

Cirurgia Robótica

A Cirurgia Robótica é uma modalidade cirúrgica na qual o cirurgião realiza o procedimento auxiliado por um robô. O cirurgião controla o robô para que este faça com maior precisão as incisões e as ressecções das estruturas a serem operadas. O uso do robô em cirurgias permite uma precisão cirúrgica muito maior. Permite também que as reconstituições, ou suturas dos órgãos, sejam feitas com mais facilidade, de modo que os procedimentos durem menos tempo e seus resultados pós-operatórios sejam melhores.

Os robôs que realizam cirurgias proporcionam movimentos muito mais precisos. Tamanha precisão permite que as cirurgias mais complexas sejam realizadas mais facilmente, reduzindo os índices de sangramento e, consequentemente, a taxa de transfusão de sangue. Além disso com o uso do robô os cortes necessários ao procedimento são menores, diminuindo também o tempo de internação.

Vantagens

Os robôs têm capacidade de realizar cirurgias com incisões menores e com maior precisão. Isto se deve ao fato de os aparelhos possuírem câmeras de alta definição e microinstrumentos que "substituem" os olhos e as mãos do cirurgião. Estas câmeras produzem imagens das estruturas que serão operadas e um corte mais preciso, pois possuem tesouras e pinças de dimensões reduzidas, além de apresentar mecanismos que controlam o tremor nas mãos dos cirurgiões e impedem que se façam movimentos "bruscos".

Nos tumores prostáticos e renais o uso do robô é extremamente vantajoso. No caso da cirurgia de próstata, a Cirurgia Robótica é mais eficiente, elevando a chance de cura. Já nos casos renais, a cura pode ser alcançada removendo parcialmente o órgão.

Como surgiu

A Cirurgia Robótica surgiu na década de 70, como um projeto militar da NASA para permitir aos cirurgiões pudessem operar distância. Assim, aqui da Terra poderiam operar astronautas no espaço, ou mesmo operar do território americano militares em campo de guerra.

 
 

Contato

(31) 4104-4740